Eficiência energética em sistemas de iluminação

Um diferencial que poderá garantir a certificação verde do seu empreendimento

Quando o assunto é certificação verde são muitos os requisitos exigidos para atestar que determinado projeto ou empreendimento pode ser classificado como sustentável e eficiente.

Dentre as diversas certificações internacionais, a certificação LEED - Leadership in Energy and Environmental Design. Emitida pelo GBC – Green Building Council, tem ganhado bastante espaço no mercado da construção civil, considerando importantes critérios estabelecidos, entre eles, o critério que trata de “energia e atmosfera” que aborda temas como, aproveitamento da luz natural em fachadas e os controles eficientes de iluminação como itens de suma importância para se obter eficiência energética e para garantir que um empreendimento seja sustentável.

No caso dos sistemas de iluminação, uma estratégia muito importante para aumentar o nível de eficiência das edificações, e indicada pelo LEED, é a adoção de controles de ocupação e desocupação através de sensores de presença para controlar a iluminação de locais como áreas de trabalho e salas de reunião, por exemplo.

No mercado nacional, há 4 anos, o PROCEL - Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica, lançou o SELO PROCEL EDIFICA. Seu principal objetivo é identificar tanto em edificações novas, como em edificações existentes, aquelas que apresentem as melhores classificações de eficiência energética em uma determinada categoria, e também levam em consideração estratégias para tornar a iluminação mais eficiente.

Após a avaliação realizada por um Organismo de Inspeção Acreditado (OIA) pelo Inmetro, com escopo de Eficiência Energética em Edificações, os selos são emitidos pela Eletrobrás.

O PROCEL espera que este selo motive o mercado consumidor a adquirir e utilizar imóveis mais eficientes.

Como podemos ser mais eficientes quando o assunto é iluminação?

Para apoiar as construtoras a obter as certificações verdes e orientar seus instaladores e integradores a realizarem projetos mais eficientes, a Finder Brasil, destaca quatro pilares fundamentais que ajudam a estabelecer, desde a concepção do projeto, um sistema de iluminação bem mais eficiente.

Os 4 pilares são:

  1. Ocupação e Movimentação
  2. Setorização dos circuitos de alimentação para o sistema de iluminação
  3. Programação horária dos circuitos de iluminação
  4. Aproveitamento da Luz Natural

Para conhecer mais sobre os 4 pilares e como irão lhe auxiliar no seu projeto, assista ao vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=PJh9ewG6Dhs e descubra como a Finder pode lhe apoiar para a obtenção de um sistema de iluminação mais eficiente.